Taboão da Serra - SP - BRA
+55 11 9.6829.1749

A tristeza da exploração

Site oficial de Fernando Alves Firmino

A tristeza da exploração

A doença do racismo que assola nossa sociedade não é novidade

Estas fotos não são do Século XVII, são do Século XX.

Enquanto parte do planeta assistia um jovem de 17 anos ajudar o Brasil a conquistar sua primeira Copa do Mundo na Suécia em 1958, na Bélgica acontecia a Feira Mundial onde houve pela última vez um zoológico humano.

Sim, pessoas enjauladas e tratadas sem dignidade e respeito.

E será que evoluímos muito neste pouco tempo?

A humanidade aprendeu a julgar as pessoas pelo caráter? Ou continuamos a julgar pela cor da pele, pela opção sexual, religiosa?

É triste mas é verdade. Devemos refletir sim. Mas precisamos também agir, diariamente para destruir o racismo estrutural.

Tenho amigos que sofrem na carne diariamente e aprendo com eles a destruir o que foi embutido em minha mente durante minha vida. Desconstruir o racismo começa consigo mesmo, diariamente.

Temos muito o que lutar para que só julguemos alguém pelo caráter e somente pelo caráter.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: