Taboão da Serra - SP - BRA
+55 11 9.6829.1749

A doença virtual

Site oficial de Fernando Alves Firmino

A doença virtual

Cada vez mais pessoas perdem tempo vendo o que é inútil em redes sociais

Uma doença social perturbadora se espalha em velocidade mais rápida do que a luz.

A burrice social. O advento da internet é algo maravilhoso, poderoso e rico, desde que saibamos utilizar de forma produtiva e ordenada.

Mas o que mais vejo é o idiota, inútil.

Pessoas que gastam horas de seus dias vendo vídeos de pessoas fazendo compras, limpando casas, fazendo o óbvio. Além das horas perdidas vendo vídeos imbecis de pessoas fazendo teorias da conspiração e com conversas sem sentido.

Se já não nos bastasse a “lavagem cerebral” de igrejas, sindicatos e realitys shows por aí, ainda temos isto.

Certa vez, em um curso de filosofia, o professor disse:

“Se você perde tempo na internet ou TV, vendo alguém tomando banho, comendo, cagando ou fazendo compras, algo de muito errado esta acontecendo na sua vida”.

Concordo. Gastar o tempo, que já nos é tão escasso perante as exigências de nossas vidas profissionais, só mostra o quão miserável esta sua vida ao dedicar tempo a algo realmente tão imbecil.

O que agrega ver uma pessoa fútil fazendo compras? O que tem de valioso para o crescimento pessoal ou lazer ver uma pessoa tomando banho? Assistir pessoas limpando casa?

Por favor, acorde. Vá fazer uma caminhada, leia um bom livro, faça amigos(as) de verdade, contemple algo, conheça museus, cresça como pessoa.

Use a internet para assistir shows, bons filmes, ou use para fazer cursos, aprender novas formas de crescer em sua área de atuação.

A vida só é boa se você tem histórias para contar. Se o seu assunto é contar sobre uma porcaria de novela, um reality show idiota, vídeos de pessoas vazias exibindo sua vida pessoal ou fazendo compras, lamento, sua vida realmente esta com problemas.

Eu faço terapia para manter minha boa saúde mental e conseguir tirar melhor proveito de tudo o que busco em matéria de conhecimento, sugiro o mesmo a você. Terapia não é coisa de doente ou maluco, mas sim de que deseja ser ainda mais forte e busca constante crescimento.

Não seja prisioneiro(a) de si próprio. Reveja seu uso de internet e televisão. Exclua tudo o que não for lhe fazer crescer como pessoa, e não digo com relação a ficar só vendo documentários e fazendo cursos, digo se divertir com qualidade, com um bom jogo de videogame, programas de comédia, filmes, seriados, desenhos animados, ler quadrinhos ou livros, dedicar-se a algum hobby.

Valorize-se mais, viva mais.

Viver é não é ser idiota, é ter cultura, é crescer constantemente, é errar e ter noção do erro, para corrigir e crescer.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.